outubro

19

Pode o aborrecimento levar a ideias brilhantes?

Segundo Manoush Zomorodi, jornalista e oradora da palestra TED sobre a relação entre aborrecimento e genialidade, o tédio é realmente uma ferramenta crucial para tornar nossa vida mais feliz, mais produtiva e mais criativa.

Tal acontece porque quando paramos o constante estímulo e nos deixamos aborrecer, deixamos espaço para a imaginação e criatividade.

 

 

A jornalista aponta para o estudo de um psicólogo U.K., Sandi Mann, que pediu aos sujeitos que fizessem algo realmente chato e, em seguida, tentasse uma tarefa criativa. Neste estudo os participantes apresentaram suas ideias mais inovadoras quando fizeram a tarefa mais aborrecida de todos - o que estava lendo a lista telefônica.

Zomorodi diz que os estudos também mostram que os smartphones interferem na nossa capacidade de fazer "planeamento autobiográfico" ou definição de metas, o que pode nos manter ainda mais presos em uma rotina.

 

Se pararmos um pouco para observar, estamos constantemente ocupados com alguma coisa e não deixamos espaço ao cérebro divagar e ter ideias. Estamos cada vez mais dependentes do telemóvel, não deixando tempo para nos aborrecermos.

 

 

É lançado então um desafio - reclamar os tempos mortos do nosso dia-a-dia para ser criativo, o projeto “Bored and Brilliant – The lost art of spacing out”. 

 

 

E você, aceita o desafio? Atreve-se a deixar-se aborrecer?

 

Para receber mais notícias de uma forma periódica subescreva a nossa Newsletter!

voltar