maio

22

ccenergia em parceria com a Associação Portuguesa da Fundição

A ccenergia esteve presente no 18º congresso nacional de Fundição, com o tema Os Desafios Da Competitividade, onde onde falamos sobre “I4.0. Indicadores de performance energética para o setor da Fundição”. Este congresso contou com 37 oradores de 5 países:

 

 

Enquanto orador, José Caçote falou da experiência da ccenergia e como esta contribui para a Economia da Energia e para o sucesso de Projetos Integrados de Eficiência Energética no setor da Fundição Nacional. Abordou também a parceria entre a Associação Portuguesa da Fundição e a ccenergia no âmbito do conhecimento e projetos de engenharia energética para os seus associados.

 

O setor da fundição ocupa um lugar importante no domínio do consumo energético nacional. A ccenergia construiu com a sua experiência uma caracterização energética do setor da fundição e definiu quais as linhas estratégicas orientadoras para a economia de energia. Estas linhas estratégicas assentam em engenharia energética numa cadeia de serviços que garantem e detalham a economia. Analisamos e usamos os melhores modelos financeiros, para caracterizar o investimento em eficiência energética.

 

Os projetos integrados de engenharia energética incluem ferramentas e tecnologias de informação determinantes para o sucesso nos indicadores energéticos no setor da fundição. Essencialmente, a definição de ferramentas de Digitalização, Armazenamento, Processamento e Analíticas de Big Data, Manufactering Intelligence, que visa o apoio à decisão dos Responsáveis da instalação( e/ou sua Gestão de Topo), ao nível energético e produtivo. Permite uma análise em continuo da informação recolhida, assim como reproduzir permanentemente a melhor resposta para as condições de produção. É possível atingir a melhoria da performance num ciclo de melhoria continua.

Estas ferramentas estão no centro da mudança de mentalidade, em que se abandona o conceito de fazer e tomar decisões sustentadas maioritariamente pela experiência, opiniões ou instinto. Passa a estar disponível a informação de apoio á decisão, baseado num sistema estruturado de informação, com pré-análises e ações a implementar, tendo como base a analítica dos resultados provenientes do histórico da instalação, cruzado com a digitalização de grandezas, que permite que sejam criados indicadores, KPI’s, EnPI’s e outros, que dão claras indicações para a produção tomar as melhores decisões sob os seus ativos.

 

Exemplos da nossa experiência são os 15% de economia no consumo global de energia neste setor, fortemente potenciada por três tecnologias imprescindíveis em qualquer indústria (de fundição):

  • Sistemas de refrigeração - 45% de economia do consumo desta tecnologia;
  • Ar comprimido – 40% de economia do consumo desta tecnologia;
  • Sistemas térmicos - 45% de economia do consumo desta tecnologia;

 

Estas economias são possíveis utilizando os melhores conhecimentos de engenharia energética, análise financeira, serviços especializados e experiência em tecnologia para o ambiente industrial. Estes ainda podem ser potenciadas numa Proposta Integrada de Eficiência Energética, que alia o foco claro nos objetivos estratégicos do negócio do nosso Cliente aliados á definição de objetivos estratégicos para a energia.

 

Se quer também diminuir os encargos de energia da sua instalação, com garantias reais de economia, fale connosco.

Na ccenergia, “ir além está na nossa natureza!”, venha também!

 

Para receber mais notícias de uma forma periódica subescreva a nossa Newsletter!

voltar