Categorias
Eficiência Ver todos

Como reduzir o consumo de energia na sua empresa

No fim de 2022, Duarte Cordeiro, ministro do Ambiente e da Ação Climática, anunciou que em 2023 os preços da energia em Portugal irão “pesar menos na carteira das empresas”, garantindo que as indústrias vão conseguir poupar entre 24% e 38% nas suas faturas de eletricidade, devido ao impacto da redução das tarifas de acesso às redes.

Apesar disso, este ano começou com os aumentos – já esperados – dos preços no geral, e no que respeita à energia o cenário não é diferente, depois de os preços da eletricidade, gás natural e combustíveis terem aumentado acentuadamente ao longo de 2022.

Artigo relacionado: Evolução dos custos da energia nos últimos meses: o que esperar?

As empresas devem, por isso, estar preparadas para lidar com os custos elevados da energia, adotando medidas que permitam a redução dos consumos. Estes são alguns dos passos que as indústrias podem e devem tomar para reduzirem o seu consumo de energia, opções que, além disso, as tornam mais sustentáveis.

Contratar uma empresa de consultoria energética

Uma indústria que trabalhe lado a lado com um parceiro especializado em eficiência energética  permite  encontrar a forma mais eficiente – e sustentável – de reduzir os seus consumos. Como? Partindo de uma avaliação energética, são identificadas as exigências, necessidades e oportunidades de otimização energética.

A elaboração de uma estratégia detalhada, tendo em conta os objetivos e metas definidos, e a implementação das medidas operacionais mais benéficas irão permitir a redução de custos e a sustentabilidade da organização na captura do valor desejado ao negócio.

Artigo relacionado: Porque todas as empresas devem ter um parceiro especialista em consultoria energética?

Promover a digitalização dos consumos de energia

Torna-se cada vez mais essencial às indústrias a adoção da digitalização e da analítica de dados, de forma a conseguirem reduzir custos e evitar o desperdício através da tomada de decisões mais informadas.

A avaliação da maturidade digital da organização deve funcionar como um ponto de partida para a definição das necessidades de transformação digital, com a caracterização dos sistemas existentes para a recolha e processamento de dados. A definição de uma estratégia que leve em consideração os requisitos de gestão e operacionais, nomeadamente ao nível do conhecimento necessário para a tomada de decisões e acompanhamento dos principais indicadores de desempenho da empresa, permitirão dimensionar a infraestrutura adequada.

Identificar as áreas de consumo e definir metas de redução de energia

O conhecimento efetivo de onde e como se consome a energia é fundamental para se empreender uma estratégia de atuação, que resulta na definição dos objetivos claros de poupança e medidas a adotar para reduzir os custos e aumentar a eficiência energética.

Além disso, deve ser realizado o acompanhamento dos dados e a monitorização constante dos resultados, para uma avaliação efetiva dos benefícios alcançados com as medidas de redução estabelecidas.

Quer fazer uma consultoria energética na sua empresa?

Através da aposta num parceiro especializado em energia é possível caraterizar os principais consumidores e identificar as ineficiências no consumo de energia pela avaliação do desempenho energético, que sustentarão uma estratégia para a otimização energética.

Efetuar a análise de indicadores de desempenho energético

Este passo é muito relevante para as indústrias, uma vez que é a partir da avaliação dos indicadores de eficiência energética que se consegue perceber o nível de desempenho atual e inferir acerca da necessidade de realização de ações para o restabelecimento dos indicadores de desempenho eficientes.

A adoção de estratégias de medição e verificação (M&V) do desempenho definem como são realizadas as avaliações antes e após a implementação das medidas de eficiência energética, conferindo rigor e segurança aos resultados que se pretendem alcançar. Estas estratégias de M&V são relevantes na avaliação do risco em contratos de desempenho energético (EPC), oferecendo garantias e segurança às empresas.

Apostar na energia renovável

É essencial que as indústrias apostem em projetos sustentáveis, recorrendo a fontes renováveis de energia, com foco na transição energética e no alcance de baixas emissões de carbono.

As empresas devem ter em vista a autoprodução a partir de energias renováveis, tirando partido dos melhores recursos e tecnologias disponíveis para a descentralização da produção – procedendo à instalação de unidades de autoprodução de consumo (UPAC) – aumentando desta forma a independência energética e a minimização do risco inerente à volatilidade do mercado energético.

Artigo relacionado: Como reduzir custos na sua empresa através da descarbonização?

Ao mesmo tempo, devem apostar na eletrificação dos sistemas, que permite incrementar a eficiência energética dos equipamentos na utilização da energia, permitindo reduzir os custos operacionais e caminhar no rumo da descarbonização.

A CCENERGIA

Com 18 anos de experiência nas áreas da sustentabilidade e da transição energética, a CCENERGIA é uma empresa de consultoria e serviços integrados de energia que trabalha com todos os setores da indústria com o objetivo de melhorar a eficiência energética das empresas.

Já ajudámos cerca de 200 empresas a reduzirem os seus consumos em mais de 100.000 TEP (Toneladas Equivalentes de Petróleo) e as emissões em mais de 200.000 toneladas de CO2, conseguindo obter poupanças na ordem dos 50 milhões de euros. Se pretender saber mais acerca da CCENERGIA, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »