Categorias
Eficiência Ver todos

O impacto dos preços elevados da energia na indústria

O custo da energia é uma das grandes preocupações das indústrias portuguesas e essa questão tem vindo a crescer ao longo do último ano, não só devido aos efeitos da pandemia de Covid-19, como também por causa do conflito armado na Ucrânia, que agravou acentuadamente a crise energética que já emergia.

Os valores elevados da energia têm, na verdade, um impacto muito grande nas empresas, a vários níveis. Por isso mesmo, é importante que haja uma forte aposta em medidas que as tornem mais eficientes e que permitam reduzir os custos energéticos, sem perder rentabilidade.

Aumento dos custos, rentabilidade e competitividade

Um inquérito promovido pela Confederação Empresarial de Portugal (CIP), e divulgado em julho de 2022, deu conta de que a principal preocupação manifestada por 86% das empresas portuguesas era o aumento dos custos de produção, consequência do aumento dos custos energéticos.

Em outubro do mesmo ano, com as indústrias a passarem por um período de grande pressão, foi divulgado que, até setembro, os custos operacionais das empresas, medido pelo índice de preços no produtor, registou um aumento médio de 20%. Ao mesmo tempo, era revelado que, entre os 19 Estados-membros da Zona Euro, apenas a Grécia e a Bélgica contabilizavam, nesse ano, uma pressão maior nos preços do produtor do que Portugal.

Artigo relacionado: Como a redução de custos de energia pode preparar a sua empresa para o futuro

De facto, a pressão da subida dos preços sobre as empresas, em particular da fatura energética – que representa uma parte elevada dos seus custos, em vários casos superior a 35% – tem sido tão intensa que afeta, além dos seus custos operacionais, também a sua rentabilidade: com a produção a diminuir, o lucro também segue o mesmo caminho, o que, em casos mais extremos, pode levar à falência de uma empresa.

Este cenário faz com que a competitividade das empresas, um fator crucial para que se mantenham em evolução num mundo de constantes mudanças, diminua. Relativamente às  indústrias que dependem de fontes de energia como o carvão ou o gás natural, estas têm sido particularmente afetadas com o aumento dos preços da energia, e não se espera que o panorama se altere de forma favorável no curto-prazo – as previsões mostram que, no gás natural, por exemplo, exista uma manutenção dos preços.

Pretende fazer um projeto de transição energética na sua empresa?

Neste sentido, também a inovação e a aposta em diferentes investimentos são colocadas em causa. As indústrias que inovam são aquelas que criam uma maior e melhor competitividade em relação à sua concorrência. Contudo, as empresas que necessitam de grandes quantidades de energia para operar podem hesitar em investir em projetos novos devido ao aumento dos custos, o que também se pode traduzir numa redução no crescimento económico da própria empresa, seja ela relacionada com o setor da energia ou com outros setores.

Dicas para as empresas combaterem os custos energéticos

A situação que se vive atualmente relativamente aos elevados custos energéticos deve ser vista como uma oportunidade para acelerar a transição energética das empresas, com uma aposta forte em energias renováveis e limpas, sem emissão de gases com efeito de estufa (GEE).

A aposta na descarbonização e sustentabilidade, pilares em que devem, cada vez mais, assentar os objetivos das empresas, com recurso à criação de projetos sustentáveis, e a eletrificação dos sistemas, permitem promover a eficiência energética dos equipamentos, possibilitando a redução dos custos operacionais.

Artigo relacionado: Vantagens de fazer uma consultoria energética na sua empresa

Para reduzir os consumos energéticos de uma determinada instalação, deve haver uma aposta em novos modelos de negócios, como a modalidade do tipo ESCO (Energy Services Company), que fornece serviços técnicos de melhorias que podem ser realizadas numa empresa, além da partilha de resultados com os clientes, com o mínimo risco envolvido. Este tipo de investimento pode ajudar as empresas a pouparem mensalmente na sua fatura de energia.

Antes de uma qualquer empresa tomar medidas de redução dos custos da fatura energética, aconselha-se a realização de uma avaliação de análise das áreas de maior consumo de energia e, depois, a identificação de oportunidades de melhorias e a sua implementação, para mais rapidamente concretizar a redução de custos pela melhoria do desempenho da instalação.

Sobre a CCENERGIA

A CCENERGIA trabalha há mais de 18 anos juntamente com as empresas com o objetivo de encontrar melhorias de eficiência energética que tornem as empresas mais rentáveis, tendo sempre em conta a sustentabilidade.

A empresa desenvolve um plano de trabalho completo, que vai desde a avaliação ao acompanhamento de dados reais, passando pela apresentação de resultados e pela implementação das melhores soluções.

Se quiser conhecer os serviços da CCENERGIA, visite o nosso website.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Translate »